sábado, 22 de agosto de 2009

19 - Amálgama

Quero um poema de Amor
Puro.
Quero grafitar Corações vermelhos
Nos muros.
Quero sentir o arrepio do Beijo
No escuro.
Quero decorar teu rosto
Ao meu gosto.
Quero sentir teu sabor
Divino, doce
Vinho tinto
Em meu mundo.
Quero te seguir
Para muito além
De mim
do todo, do tudo
Num amálgama Feliz
de rimas, imagens e universos
Que não têm fim...

6 comentários:

Giane disse...

Ai, que tudo volta. E de um jeito que controlar tá cada vez mais difícil...

AC Rangel disse...

Poesia linda, escrita por quem sabe o que quer na vida, que sabe que tem o que quer. Poesia encantadora.
Beijo

Dri Viaro disse...

Tem uma promoçãozinha no blog, participe
bjs

boa semana

Tatiana disse...

Que lindo!
Fiquei encantada com suas palavras!
Desejo uma ótima semana para você!
Um beijo carinhoso

Juliana Mendes disse...

Não quero mas...
Não quero mais...
Nem desculpas, nem corações...
Guarde seus beijos, do seu ou do meu gosto...
Sem arrepios, fico com o vinho no escuro. Em meu mundo...
Nada de poema, nada de flor...
eu não quero dor...
não quero nada que rime com AMOR!


(:


HAHA

Deni Maciel disse...

é um origame ?
poderia mudar o nome do blog para origama.
o//
amor e sintonia com poesia e pureza *-*
infinito amor *-*
abraços
mardeto pc era pra atualizar na quarta...
mas tdo bm...ele ainda tá vivo
respirando por aparelhos mas está..
ótimo fds viow ?...
e cuidado, o gugu tá chegando ¬¬
hahahaa

www.bocadekabide.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails